Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘TV Brasil’

30 horas de transmissão marcam programação da TV Brasil nas festas juninas

DIVULGAÇÃO

Celebrado neste domingo (24/06), o Dia de São João vai ganhar cerca de 30 horas de arrasta pé na TV Brasil durante o fim de semana. A partir desta sexta-feira (22/06), às 23h15, até domingo (24/06), a emissora exibe os melhores shows apresentados em tradicionais festas juninas, como a de Caruaru, em Pernambuco, e as de Amargosa e Cruz das Almas, na Bahia. São atrações com artistas que vão de Elba Ramalho à dupla sertaneja Maiara e Maraísa.

Do interior da Bahia, as atrações juninas trazem shows de artistas consagrados nacionalmente como Luan Santana, Geraldo Azevedo, Elba Ramalho, Flávio José e Alceu Valença. As festas das quadrilhas juninas de Amargosa, cidade a 235 quilômetros de Salvador, e de Cruz das Almas, que fica a 150 quilômetros da capital baiana, terão ainda a presença de grupos locais como a banda de forró Mega Xote, de forró eletrônico Magníficos e de sertanejo pop Seu Maxixe. 

Conhecida como a capital do forró, o São João de Caruaru é um dos maiores do país e também traz atrações nacionais e regionais nos festejos juninos. Um dos destaques é a dupla sertaneja Maiara e Maraísa, que se apresenta pela primeira vez no São João do Agreste Pernambucano. Ex-vocalista da banda Aviões do Forró, Felipe Aragão Gurgel, o Felipão, também sobe ao palco da festa de Caruaru com seu swing e rebolado para animar o público com o seu forró.

Os shows das festas juninas serão transmitidos através da parceria com a TVE-PE e TVE-BA, afiliadas da Rede Nacional de Comunicação Pública – RNCP/TV, que tem a TV Brasil como cabeça de Rede. A transmissão dos eventos juninos de Caruaru, em Pernambuco, e Amargosa e Cruz das Almas, na Bahia, irá ao ar na TV Brasil ao longo deste fim de semana, em faixas que se intercalam com as produções temáticas da emissora pública.

Anúncios

Série “Guerra e Paz” estreia na TV Brasil nesta segunda, 18

Divulgação – TV Brasil

Destaque na programação especial da TV Brasil para o período da Copa do Mundo na Rússia, a minissérie “Guerra e Paz” vai ao ar de segunda a quinta, a partir do 18 de junho, às 23h15, na TV Brasil. Produzida pela emissora pública britânica BBC, o drama é uma adaptação da obra homônima de Leon Tolstói sobre a invasão das tropas napoleônicas em 1812 na Rússia.

Com cenários e figurinos de época luxuosos, “Guerra e Paz” acompanha os círculos da aristocracia russa enquanto o conflito do império com Napoleão Bonaparte se intensifica. O elenco da série traz nomes como Paul Dano (Pequena Miss Sunshine, 12 anos de Escravidão e Sangue Negro), James Norton (Rush: No Limite da Emoção e Happy Valley) e Lily James (Cinderella e Downton Abbey).

Em oito episódios, a trama acompanha Pierre Bezukhov (Paul Dano), filho ilegítimo de um nobre e motivo de chacota na alta-sociedade, que inesperadamente se torna um dos homens mais ricos do país ao ser reconhecido pelo pai moribundo. O rapaz então se torna alvo do interesse do príncipe Vassily Kuragin (Stephen Rea) que quer casá-lo com sua filha, Hélène (Tuppence Middleton).

O problema é que Pierre está apaixonado por Nastaha (Lily James), filha de dois aristocratas decadentes, o que dá início a um complicado enredo amoroso permeado por interesses e tradições. Escrita por Andrew Davies e dirigida por Tom Harper, a produção britânica se aproxima das novelas com seus romances impossíveis, suas intrigas palacianas e uma vilã para odiar.

A produção da BBC é em escala épica: as cenas de batalha são grandiosas, os figurinos são sofisticadíssimos e o elenco traz ainda atores consagrados como Gillian Anderson (Arquivo X), Jim Broadbent (Game of Thrones) e Brian Cox (Deadwood), entre outros.

Na época do lançamento de “Guerra e Paz”, em 2016, a imprensa russa fez críticas à série da BBC por inserir na trama uma cena de incesto (que não aparece na obra original) e cenas de sexo.

Caminhos da Reportagem, hoje (14) manifestações populares da Festa do Divino

DIVULGAÇÃO – TV BRASIL

Religiosidade e tradição são marcas da Festa do Divino em Pirenópolis, pequena cidade do interior de Goiás. O programa “Caminhos da Reportagem” desta quinta-feira (14/06), às 21h45, na TV Brasil, destaca a origem e a força dessa festa popular.

A equipe de jornalismo da emissora pública esteve em Pirenópolis nos dias que aconteceram a 200ª edição da Festa do Divino Espírito Santo, reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio cultural imaterial brasileiro.

De acordo com o depoimento dos moradores, a festa do Divino é um divisor temporal: existe o antes e o depois da festa e a comunidade se prepara para vivê-la durante todo o ano. A tradição, mantida pelo povo pirenopolino, acontece todos os anos, 50 dias após a Páscoa.

Durante os dias que antecedem a data, a cidade goiana realiza várias manifestações religiosas e culturais, como procissões, missas, congadas e folias, tudo como preparação para a festa do Divino.

No domingo de Pentecostes, ou domingo do Divino, começam as Cavalhadas, as batalhas entre mouros e cristãos encenadas em várias regiões do Brasil, quase sempre associadas às festas do Divino.

O programa da TV Brasil entrevista Célia Fátima de Pina que mantém o Museu da Cavalhada em casa. Ela segue o trabalho da mãe que criou o espaço para preservar a memória dessa tradição.

Outro morador que participa da reportagem é José Valdivino Lima, conhecido como Zé das Máscaras. O devoto produz as tradicionais máscaras feitas de papel para a Festa do Divino em Pirenópolis.

TV Brasil prepara edições especiais de No Mundo da Bola durante Copa do Mundo

Divulgação – TV Brasil

No mês de disputa da Copa do Mundo de 2018 na Rússia, a TV Brasil apresenta uma série de produções especiais. As edições extras do programa No Mundo da Bola, tradicional mesa redonda da emissora pública, são uma delas.

Exibida ao vivo há mais de 30 anos nas noites de domingo, às 21h, desde os tempos da TV Educativa do Rio de Janeiro, a atração esportiva vai ganhar espaço na programação diária do canal no decorrer do torneio.

O jornalista Sergio du Bocage vai receber convidados de segunda a sexta, ao vivo, às 21h15, para analisar as partidas do dia e comentar a expectativa para os próximos jogos.

Com 30 minutos de duração, o bate-papo terá a presença de jornalistas brasileiros e estrangeiros, ex-jogadores, técnicos e artistas que são fãs do esporte. O experiente comentarista titular Márcio Guedes participa da cobertura.

A primeira edição do No Mundo da Bola especial vai ao ar nesta quinta (14/06), data do jogo de abertura do Mundial entre a seleção anfitriã da Rússia e Arábia Saudita. O convidado será o experiente treinador Antônio Lopes. Em pauta, as disputas do dia seguinte com destaque para o confronto ibérico entre Portugal, de Cristiano Ronaldo, e Espanha pelo Grupo B.

A produção jornalística vai privilegiar também a cobertura sobre a seleção brasileira em busca do hexacampeonato. O time canarinho liderado em campo pelo craque Neymar e treinado pelo técnico Tite tenta trazer para o Brasil a taça do sexto título da nação verde-amarela.

Gravado no estúdio da emissora pública no Rio, o programa ainda conta com a contribuição da equipe de radialistas da Rádio Nacional. Entre os dias 14 de junho e 15 de julho, período de realização da Copa do Mundo, serão, ao todo, 22 edições extras de No Mundo da Bola na telinha.

Aos domingos, a mesa redonda continua a ter suas edições semanais na TV Brasil com uma hora e meia de duração, ao vivo, direto do Rio de Janeiro, a partir das 21h, com apresentação de Sergio du Bocage, comentários de Márcio Guedes e a presença de convidados.

A equipe de esportes da TV Brasil já definiu os convidados para as primeiras edições especiais do programa No Mundo da Bola. Na sexta-feira (15/06), o apresentador Sergio du Bocage recebe o técnico Sebastião Lazaroni que treinou a seleção brasileira na conquista da Copa América, em 1989, e na Copa do Mundo, de 1990, na Itália, e o jornalista Ricardo Mazella, narrador da Rádio Nacional.

Eles conversam sobre a estreia do Uruguai no Mundial contra o Egito, discutem o resultado da partida entre Marrocos e Irã e comentam a repercussão do clássico entre Portugal e Espanha. Também fazem os prognósticos para as partidas do dia seguinte entre França x Austrália, Argentina x Islândia e Peru x Dinamarca.

A lista de convidados para as próximas edições inclui outros grandes nomes ligados ao futebol como o ex-zagueiro da seleção brasileira Mauro Galvão, o jornalista e humorista Mauricio Menezes e o cantor e sambista Paulinho Mocidade.

Mídia em Foco, hoje (11) panorama sobre teatro brasileiro

DIVULGAÇÃO – TV BRASIL

O programa “Mídia em Foco” apresenta uma perspectiva histórica e contemporânea sobre o teatro nacional na edição inédita desta segunda-feira (11/06), às 22h45, na TV Brasil. A atração jornalística recebe o produtor teatral Atilio Bari, a publicitária Erika Hoffgen e o diretor de teatro Rubens Velloso.

A arte de interpretar nos palcos ainda atrai um público cativo. “O teatro não tem preconceitos. O teatro gosta do preto, do branco, do japonês, do gay, da travesti, da lésbica e das novas tecnologias também. O teatro abre, abraça tudo, acho que esse é um dos motivos da sobrevivência do teatro ao longo desses tantos séculos”, defende Atilio Bari.

No Brasil, o teatro surge no século XVI com intuito de propagar a fé religiosa. Os autos escritos pelo Padre José de Anchieta nesse período foram as primeiras peças encenadas em solo brasileiro.

A partir do século XIX, com a conquista da independência e o início do romantismo, um teatro realmente nacional começa a se estabelecer como nas tragédias de Gonçalves de Magalhães e nas comédias de Martins Pena.

Gerente de projetos da Cennarium, plataforma sob demanda de conteúdo teatral, a publicitária Erika Hoffgen analisa o teatro brasileiro. “É extremamente criativo e tem diferentes expressões desde monólogos, passando aí pelo stand up, por dramas enfim todos os gêneros”, enumera.

A convidada comenta a interação com a realidade e a repercussão internacional dessa arte no país. “O teatro brasileiro tem uma capacidade de trazer questões da nossa cultura, políticas e de reflexão. É um teatro que tem sido muito reconhecido também. Muitos grupos brasileiros participam das principais mostras de teatro internacionais que acontecem no Brasil e companhias e apresentações que são reconhecidas mundialmente”, afirma.

A relação com as novas mídias e com outras tecnologias pauta é assunto para o diretor de teatro Rubens Velloso, da Companhia Phila 7. “Quando você começa introduzir mídia no teatro, você não macula o teatro, mas sim amplia a possibilidade dele”, explica.

Rubens Velloso reflete sobre a arte na rua. “Hoje o teatro não tem mais um espaço específico: ele é na rua, pode ser num buraco do metrô e ele vai existir sempre, mas você pode sempre expandir essa potência através das novas mídias que nós construímos. São extensões corporais e neurais”, completa.