Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Pequenas empresas grandes negócios’

Pequenas Empresas Grandes Negócios, hoje (16) fábrica artesanal na produção de tênis com lã de merino

O ‘Pequenas Empresas & Grandes Negócios’ deste domingo (16/09) apresenta uma startup que lançou, em agosto deste ano, uma alternativa para as pessoas se locomoverem na capital paulista.

Comandada por Ariel Lambrecht e mais dois sócios, a startup produziu um aplicativo de compartilhamento de bikes sem ponto fixo. Com sistema pré-pago e leitor de “QR Code”, o usuário pode pegar e deixar a bicicleta em qualquer lugar de acordo com o mapa de localização do app – cada 15 minutos rodados equivalem a R$ 1. Desde o lançamento, a empresa já registrou mais de 100 mil corridas.

Ainda nessa edição, o ‘PEGN’ vai mostrar a história de seis amigos do Rio Grande do Sul que se juntaram para montar uma fábrica artesanal na produção de tênis com lã de merino, um tipo de tecido que proporciona um conforto térmico muito grande, tanto no frio quanto no calor. Com investimento inicial de R$ 1 milhão, a empresa, hoje, comercializa 2 mil pares no Brasil e 2 mil no Chile e Uruguai, por mês. O grupo já está pensando em expandir os negócios para a Europa.

O ‘Pequenas Empresas & Grandes Negócios’ vai ao ar na TV Globo, logo após o ‘Antena Paulista’, em São Paulo, e após o ‘Globo Comunidade’, no restante do Brasil.

Anúncios

Pequenas Empresas Grandes Negócios, hoje (13) bonecas reborn e loja de lingeries para grávidas

Neste domingo de Dia das Mães (13/05), o ‘Pequenas Empresas Grandes Negócios’ traz uma ideia da empreendedora Madalena Santos que criou um espaço de lingeries e cintas com as quais grávidas e mães que acabaram de ter bebê possam se sentir confortáveis.

A loja, localizada no oitavo andar de um prédio comercial, possui diversas salas fechadas para um atendimento personalizado a cada cliente, que tem sua privacidade respeitada. O serviço também inclui consultoria para as mamães e até conserto de roupas. São cerca de 80 produtos, como sutiãs de amamentação, calcinhas, cintas modeladoras e outras roupas especiais para gestantes e pós-parto.

O programa também apresenta uma linha de bonecas reborn, que parecem bebês de verdade. A mineira Ana Paula Guimarães conheceu a arte há oito anos e hoje produz bonecas que chegam a custar de R$ 2.300 a R$ 3.600. Para começar o negócio, Ana fez cursos para aprimorar a técnica e investiu R$ 6 mil para comprar todo o material, que é importado. O trabalho artesanal é minucioso: o cabelo, por exemplo, é colocado fio a fio, e o corpo é preenchido com fibras de silicone. O programa mostra como a técnica conquistou blogueiras e pessoas curiosas em ter bonecas realistas.

O ‘Pequenas Empresas & Grandes Negócios’ vai ao ar na TV Globo, logo após o ‘Antena Paulista’, em São Paulo, e depois do ‘Globo Comunidade’, no restante do Brasil.

Pequenas Empresas Grandes Negócios, hoje (6) startup com serviço de compartilhamento de guarda-chuvas

Confiar uma viagem pessoal à uma agência que desenvolve o roteiro a partir de uma pesquisa com o gosto de cada cliente que só será informado do destino dois dias antes do embarque.

O Pequenas Empresas, Grandes Negócios deste domingo (06/05) mostra que as “viagens surpresas” ganham força no mercado. O negócio foi desenvolvido por três empresários de São Paulo, que contam no programa que esse modelo de viagem faz sucesso entre turistas de até 35 anos, que querem a emoção da surpresa. A maior parte da procura é de casais que comemoram aniversário de relacionamento. Mas os perfis são variados.

Há entre os clientes, por exemplo, mulheres querendo viajar sozinhas e que preferem terceirizar este planejamento. Por enquanto, os pacotes são apenas para destinos nacionais com o máximo de seis dias de duração. Para garantir que os clientes viajem para lugares diferentes dos que eles já visitaram, é preciso responder a um questionário. Para o público mais velho, a agência pretende criar uma solução mista: o cliente escolhe o destino e eles se encarregam do resto.

Outro assunto que o PEGN destaca é o mercado de economia compartilhada, que tem crescido e se diversificado cada vez mais. O programa mostra o caso de uma startup que criou um serviço de compartilhamento de guarda-chuvas. Para tocar o negócio, dois sócios investiram 600 mil reais de capital próprio e ainda tiveram um aporte de um investidor anjo.

O maior desafio foi desenvolver a máquina onde a pessoa pega e devolve o guarda-chuva. O usuário baixa o aplicativo, encontra a estação mais próxima de guarda-chuva, passa o QRcode na máquina, digita o código e pega o utensílio. A startup cobra um real por hora no período entre 10h e 17h, e o guarda-chuva pode ser devolvido em outra estação. Desde o começo do ano, já foram instaladas 30 estações, na Avenida Paulista, com 18 mil guarda-chuvas e 10 mil pessoas já baixaram o aplicativo.

O ‘Pequenas Empresas & Grandes Negócios’ vai ao ar na TV Globo, logo após o ‘Antena Paulista’, em São Paulo, e depois do ‘Globo Comunidade’, no restante do Brasil.

Pequenas Empresas Grandes Negócios, hoje (25) kit caça ovo com patinhas para grudar no chão, caixinha com pelo de coelho e aviso para criança

Um levantamento feito pela consultoria “Mckinsey & Company” aponta que, com a tecnologia, um terço das atividades e dois terços das profissões serão automatizadas. Motorista, contador, vendedor e operador de telemarketing são apenas alguns dos cargos que correm o risco de virar coisa do passado.

O ‘Pequenas Empresas Grandes Negócios’ neste domingo (25/03) mostra como a chamada “quarta revolução industrial” altera o ambiente de trabalho, e dá dicas do que é preciso aprender para não ficar para trás.

Segundo a americana Elatia Abate, especialista em futuro do trabalho, há três realidades disponíveis no mercado: ser assalariado, freelancer ou empreendedor. A ideia diverge da vigente anos atrás, quando sucesso era conseguir um emprego fixo e subir na carreira.

O ‘PEGN’ mostra como um empresário fundou uma escola online para atender a essa nova demanda: já são 30 mil alunos, distribuídos em mais de 40 cursos, como gestão horizontal. A alta procura pelo conhecimento vem da dificuldade para enfrentar a nova realidade.

Em clima de Páscoa, o programa também apresenta uma microempreendedora que inovou para ganhar dinheiro com a data. Formada em gestão de produção industrial, Leticia criou um kit “caça ovo” para crianças, composto por patinhas para grudar no chão, caixinha com pelo de coelho e um aviso para a criança começar a procurar pela casa. A ideia deu certo e, agora, Leticia complementa a renda que ganha com a micropapelaria que administra.

O ‘Pequenas Empresas & Grandes Negócios’ vai ao ar na TV Globo, logo após o ‘Antena Paulista’, em São Paulo, e depois do ‘Globo Comunidade’, no restante do Brasil.

Pequenas Empresas Grandes Negócios, hoje (18) rede de fast food de comida caseira

Com a alta no desemprego, o comércio eletrônico (e-commerce) tem sido a saída para muitas pessoas, já que não requer investimento inicial alto. O ‘Pequenas Empresas Grandes Negócios’ neste domingo (18/03) mostra dois exemplos bem-sucedidos neste segmento e traz as dicas do consultor Sandro Ivo.

Ele explica que ter capital de giro é tão importante quanto ter dinheiro para abrir a loja virtual. Para quem está começando, outra dica é se planejar para o atendimento ao cliente ser o mais rápido possível.

O programa também mostra uma startup de segurança em Florianópolis, que uniu vários sistemas como câmeras, alarmes e travas de portas em um único aplicativo. Segundo a Federação Nacional de Empresas de Segurança de Transporte de Valores, o setor de segurança privada movimenta mais de R$ 30 bilhões no Brasil. A tecnologia chega até o cartão de ponto.

Com um programa, os funcionários que trabalham fora da empresa podem bater o ponto pelo tablet. A pessoa digita a matrícula, uma senha e marca se está fazendo a entrada ou a saída. A foto em “selfie” é a garantia de que o registro está sendo feito pelo próprio funcionário.

Um caso de sucesso no segmento da alimentação é outro tema do programa. Dois empresários que já trabalhavam no ramo resolveram investir em uma rede de fast food de comida caseira em praças de alimentação de shoppings. No cardápio, tem salada em pote, grelhados, massa e o carro-chefe: a galinhada cremosa. Para padronizar o atendimento, a empresa criou uma escola de colaboradores, presencial e online. O faturamento da rede ano passado foi de R$ 6 milhões.

O ‘Pequenas Empresas & Grandes Negócios’ vai ao ar na TV Globo, logo após o ‘Antena Paulista’, em São Paulo, e depois do ‘Globo Comunidade’, no restante do Brasil.