Anúncios
Início > audiência de tv, Audiencia e Tv, notícia de tv, Noticias da TV, NTB, TV > Fabíola Marques tira dúvidas sobre regras para dar entrada no seguro-desemprego e FGTS no “Como Será?”

Fabíola Marques tira dúvidas sobre regras para dar entrada no seguro-desemprego e FGTS no “Como Será?”

 

A série ‘Adolescentes’, no ar no ‘Como Será?’ deste sábado (18/02) traz para o debate mais um tema importante no universo dos jovens: o consumo de drogas. Segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) 2015, dos cerca de 2,6 milhões de estudantes que cursavam o 9º ano do ensino fundamental, 55,5% (1,6 milhão) já havia consumido uma dose de bebida alcóolica alguma vez, percentual superior ao observado em 2012 (50,3% ou 1,5 milhão).

A proporção dos que experimentaram drogas ilícitas subiu de 7,3% (230 mil) para 9% (236 mil) no mesmo período. Neste contexto, a série mostra uma iniciativa de sucesso para conscientizar os jovens sobre a ingestão de bebidas alcoólicas. O repórter Rogério Coutinho mostra o experimento do professor de Química André Barbosa, do Rio de Janeiro, que simula os males que o consumo de álcool causa ao fígado usando a gema do ovo como exemplo.

No estúdio, Sandra Annenberg recebe o psiquiatra Arthur Guerra e uma família convidada para conversar sobre o tema. A série traz, ainda, o depoimento do psicólogo Antônio Tomé, que fala sobre sua reabilitação após anos consumindo diferentes tipos de drogas. Ele só se livrou do vício após a 19ª internação.

Também no estúdio, Sandra entrevista Fabíola Marques, professora em Direito do Trabalho, sobre os direitos de quem foi demitido. A especialista tira dúvidas sobre as regras para dar entrada no seguro-desemprego, FGTS, o direito ao plano de saúde após a saída do emprego, entre outras questões.

A repórter Júlia Bandeira visita o projeto Criança Fala, desenvolvido desde 2013, no bairro do Glicério, em São Paulo. Ele tem como foco estimular que as crianças falem o que pensam e sonham, ajudando a construir uma relação de proximidade, ocupação e proteção do lugar onde vivem. A partir das informações coletadas, mudanças são propostas para o espaço urbano, podendo dar origem até a políticas públicas. Quem explica o funcionamento do Criança Fala é Nayana Brettas, coordenadora do projeto.

No Pantanal, o ‘Como Será?’ visita o Onçafari, projeto de pesquisa que trabalha para conhecer hábitos e monitorar a saúde das onças pintadas da região. Em cinco anos, 72 animais foram examinados e mais de 10 receberam coleiras com monitoramento via satélite. A iniciativa – que visa a preservação da espécie – também trabalha com a reintegração de onças à floresta – a reportagem mostra a situação de duas bebês órfãs de três meses, que foram preparadas para retornar ao habitat natural.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

É extremamente proibida a divulgação de links de blogs ou sites concorrentes. Também não é permitida a inserção de qualquer tipo de comentário preconceituoso. O NTB não é responsável pelos comentários aqui postados Siga o NTB no Twitter: @BlogNTB

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s