Anúncios

Corujão, hoje (13) À Beira Do Caminho

Para fugir dos traumas do passado, o caminhoneiro João resolve deixar sua cidade para trás. Ele dirige Brasil afora, sempre solitário, até descobrir que o jovem Duda se escondeu em seu caminhão. João aceita levar o menino até a cidade mais próxima e, logo, os dois desenvolvem uma inesperada amizade, que irá ajudá-lo a enfrentar o seu passado.
DIVULGAÇÃO

Para fugir dos traumas do passado, o caminhoneiro João resolve deixar sua cidade para trás. Ele dirige Brasil afora, sempre solitário, até descobrir que o jovem Duda se escondeu em seu caminhão. João aceita levar o menino até a cidade mais próxima e, logo, os dois desenvolvem uma inesperada amizade, que irá ajudá-lo a enfrentar o seu passado.

Anúncios

Mídia em Foco, hoje (13) o futuro das tecnologias interativas

DIVULGAÇÃO – TV BRASIL

Tocar, sentir e manipular são apenas algumas das possibilidades ao alcance do usuário quando se fala em realidade imersiva; tecnologia capaz de enganar os sentidos por meio de um ambiente simulado. A adaptação dessa técnica para o entretenimento audiovisual pauta a edição inédita do “Mídia em Foco” desta quarta (13/12), às 22h30, na TV Brasil.

Para debater o assunto, o programa da emissora pública recebe três especialistas no tema. Participam desse Mídia em Foco o consultor de realidade virtual e aumentada Alexandre Calil Sicchieri, o diretor Ricardo Laganaro e o engenheiro Romero Tori.

Apontada por pesquisadores como uma grande tendência para a produção audiovisual de entretenimento, a realidade imersiva está presente também na medicina, na educação, na robótica, na engenharia, no turismo e em muitas outras áreas.

O Mídia em Foco explica que imerso significa mergulhado, absorto e profundamente envolvido. O programa mostra que essa nova tecnologia permite aos usuários se imaginar em situações inusitadas como andar pelas ruas de Paris, enfrentar dragões num jogo medieval, acompanhar de perto acontecimentos do dia a dia ou até mesmo visitar o espaço sideral.

O pesquisador Romero Tori, que coordena o Laboratório de Tecnologias Interativas da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, diferencia os conceitos de realidade virtual e aumentada.

“Realidade virtual é quando você transporta o usuário pra uma outra realidade criada sinteticamente. Por isso o nome realidade virtual. Realidade aumentada é quando você mistura real e virtual, mas de uma forma bem adaptada. Então a gente percebe uma continuidade entre o mundo real e esse elemento virtual que a ele foi inserido”, explica.

O consultor Alexandre Calil Sicchieri faz uma projeção breve. “Muito provavelmente a realidade aumentada vai ser o futuro de tudo. Não diria apenas da TV, mas a dos celulares. Muito provável que ela pode substituir os celulares num futuro próximo aí, de cinco a dez anos talvez”, sugere.

Para o diretor Ricardo Laganaro, a tendência é para um futuro próximo. “Essa nova forma de se interferir na realidade vai acontecer, na minha opinião, de uma forma muito rápida. Porque ela tem mais aplicações práticas por não te tapar o rosto completamente e te tirar da realidade”, avalia.

Megapix apresenta “Programa Duplo Carga Explosiva” nesta quarta, 13

 

DIVULGAÇÃO

Nesta quarta-feira (13/12) tem “Programa Duplo Carga Explosiva” no Megapix, com Jason Statham no papel do ex-soldado Frank Martin. A partir das 20:00, o canal exibe os dois primeiros filmes da franquia em sequência.

Carga Explosiva abre a sessão. Para sua própria segurança, o ex-soldado Frank Martin (Jason Statham) transporta cargas sem saber o conteúdo nem a identidade do destinatário. Mas quando é contratado por um homem apelidado de Wall Street (Matt Schulze), se vê envolvido em um grande problema: no porta-malas está presa uma garota (Lai Kwai). Ao libertá-la, ele precisa fugir de um chefão do crime organizado, o Sr. Kwai (Ric Young), e de um policial que está na sua cola (François Berléand).

Logo depois, vai ao ar Carga Explosiva 2. Desta vez, Frank (Jason Statham) trabalha como motorista da poderosa família Bilings, prestando favor a um amigo. Ele leva e traz da escola o pequeno Jack. Quando o menino é sequestrado, Frank é obrigado a, mais uma vez, pôr suas habilidades em ação, partindo em uma tentativa de resgate. 

Sessão da Tarde, hoje (13) Tá Dando Onda 

O jovem pinguim saltador-de-rocha, Cadu Maverick, um surfista promissor participa de seu primeiro campeonato profissional. Seguido de perto por uma equipe de filmagem que documenta suas experiências, Cadu deixa sua família e sua casa no frio de janeiro, Antártica, e viaja rumo à ilha Pingu para participar do campeonato de surfe Big Z. Ele acredita que a vitória lhe trará o respeito e a admiração que ele tanto deseja.
DIVULGAÇÃO

O jovem pinguim saltador-de-rocha, Cadu Maverick, um surfista promissor participa de seu primeiro campeonato profissional. Seguido de perto por uma equipe de filmagem que documenta suas experiências, Cadu deixa sua família e sua casa no frio de janeiro, Antártica, e viaja rumo à ilha Pingu para participar do campeonato de surfe Big Z. Ele acredita que a vitória lhe trará o respeito e a admiração que ele tanto deseja.

Ana Tapajós é eliminada do “Exathlon Brasil”

DIVULGAÇÃO – BAND

Clima tenso no “Exathlon Brasil” antes da grande final, que será realizada nesta sexta-feira (15/12). Para aliviar ânimo dos seis participantes, os competidores disputarão uma festa no novo circuito azul no programa desta terça-feira (12/12), às 20h20.

Os dois vencedores do Desafio Bônus terão a oportunidade de chamar mais duas pessoas para curtirem uma balada com muitos aperitivos.

O novo circuito azul consiste em passar uma argola por meio de uma corda enquanto enfrenta diversos obstáculos. No meio do circuito há um quebra-cabeça, assim como no final. Vence quem chegar a mais pontos possíveis dentre 15 batalhas.

Decepcionada com Pedro Scooby, Ana Tapajós é eliminada

Ana Tapajós foi a primeira integrante do time dos Heróis a deixar o Exathlon Brasil após a união com o time dos Guerreiros nesta reta final. A apresentadora disputou a preferência do público contra a jogadora de futebol Alline Calandrini e a campeã olímpica Maurren Maggi no programa desta segunda-feira (11/12).

Questionada se havia saído chateada com Pedro Scooby, seu melhor amigo no reality show, após ter brigado com ele no circuito cinza e na Arena Exathlon, Ana disse que sim. “A gente sempre brincava que a nossa amizade era um milagre porque a gente pensa muito diferente, mas a gente se adora. Eu sou muito grata a todos os momentos que a gente viveu juntos e, justamente, a nossa briga foi por uma decepção que eu tive com ele. Eu achava que o Scooby seria mais amigo do que ele foi, mas era uma besteira, um estresse de prova. E aí, no final, ele nem veio se despedir de mim. Eu fiquei chateada, mas ele é assim”, contou.

“Se ele quiser vir conversar comigo, eu vou conversar. Acho que não precisava tanto, ele poderia ter vindo se despedir de mim como todo mundo. Estaria tudo certo. Mas é isso, é o Scooby. Ele é sempre o dono da razão. Eu o amo do mesmo jeito. A gente mora perto no Rio e a gente vai ser amigo, com certeza. Nossa amizade transcendeu para irmandade e aí, quando vira irmão, ferrou. É um caso de amor e ódio, que briga por tudo”, explicou.

“Eu não tenho mágoa dele, mas fiquei chateada. Fiquei decepcionada porque eu queria que ele tivesse sido imparcial e ele torceu para outra pessoa, não para mim. Somos amigo a mó tempão, fizemos tudo juntos, passamos por todos os perrengues juntos e chega outra pessoa, um Guerreiro, e ele ajuda um Guerreiro e não me ajuda? Não era para ter sido tão sério, mas no final ele não veio nem se despedir de mim. Acredito que, pelo que eu conheço dele, que ele vai sentir isso e, quando ele sair, a gente conversa”, completou.

“Continuo torcendo por ele e torço para a Alline [Calandrini]. Eu espero que uma mulher vença porque é muito difícil uma mulher vencer um programa desse de resistência. As provas sempre foram mais fáceis para os homens, por mais que neutralize ali no final. Acredito que se uma mulher vencer e vai ser incrível. A Maurren [Maggi] e a Alline são duas mulheres que são muito boas e eu tenho certeza de que elas podem representar. Imagina? O primeiro Exathlon Brasil sendo vencido por uma mulher?”, questionou.