Sobre estes anúncios
Início > Audiencia e Tv > Domingão do Faustão, hoje 15/12: Zezé Di Camargo e Luciano cantam sucessos

Domingão do Faustão, hoje 15/12: Zezé Di Camargo e Luciano cantam sucessos

Zezé Di Camargo e Luciano cantam seus sucessos no Domingão (Foto: Divulgação/TV Globo)Zezé Di Camargo e Luciano cantam seus sucessos no Domingão (Foto: Divulgação/TV Globo)

O seu Domingão vem recheado de emoções para você! Um pouquinho maior do que o normal, o programa começa às 17h30 neste fim de semana, e está repleto de atrações incríveis. As feras Zezé Di Camargo e Luciano voltam ao palco para cantar seus sucessos e levantar a galera da plateia e o público de casa. E, falando em música, a última eliminatória do quadro Os Imitadores vai ser disputada por pessoas inspiradas em Sandy, Michael Jackson e Leonardo!

Rodrigo Sant'anna, melhores do ano (Foto: TV Globo / Matheus Cabral)
Rodrigo Sant’anna é a Janete do Zorra Total
(Foto: TV Globo / Matheus Cabral)

O humor de Rodrigo Sant’anna, que faz sucesso como a Valéria de Zorra Total, vai fazer você cair na gargalhada no nossoSaco de Risadas. Além dele, você confere histórias incríveis do mundo animal noDomingão Aventura e também mais uma reportagem exclusiva com a fera Kika Martinez, que foi até a Tailândia trazer novidade incríveis para o telespectador!

Não bastasse tudo isso, o talentoso Maurício de Sousa, criador da Turma da Mônica, vai dar o ar da graça no palco do Domingão. O que será que ele vai aprontar ao lado do Faustão? E, fechando o seu fim de semana, as Videocassetadas trazem aquele incrível clima de alegria ao seu lar. Fique ligado e não se esqueça: o programa começa às 17h30 neste domingo.

Sobre estes anúncios
  1. 15/12/2013 às 11:55

    Não Tem O Quem Comenta e o Quem Deixou De Comentar :(

  2. 15/12/2013 às 11:55

    A ÚNICA NOVELA ONTEM QUE TEVE DUAS REPRESENTANTES NAS CADEIRAS ESPECIAIS FOI ALMA GÊMEA, REDE GLOBO SABE QUE FLAVIA ALESSANDRA E PRISCILA FANTIN REINARAM IGUAL NA NOVELA

    ATÉ ROQUE SANTEIRO NÃO TEVE ESSE PRIVILÉGIO DE TER DUAS CADEIRAS ESPECIAIS, FICOU REGINA DUARTE NA CADEIRA ESPECIAL E LIMA DUARTE NAS CADEIRAS COMUNS!

  3. Carlos
    15/12/2013 às 11:57

    Bom dia!

  4. Carlos
    15/12/2013 às 12:00

    Leram a nota 10 da Kogut hj?
    “Para as repetições de elenco atuais que não incomodam: Marcelo Médici e Fabíula Nascimento estão em “Junto & misturado” e em “Joia rara”. Fernanda de Freitas e Kiko Mascarenhas, no humorístico de domingo e em “Tapas & beijos”. São casos muito únicos de atores que ocupam tão bem seus lugares que a onipresença não irrita e nem é lembrada de cara. ”

    só rindo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    • 15/12/2013 às 12:02

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

      PERSEFANE E LUCICREIDE ELA NÃO CITA NÉ?? KKKKKKKKKK!

      • Carlos
        15/12/2013 às 12:05

        Ela cita o que é conveniente. Teve um que ela postou outro dia que ri muito do puxa-saquismo dela com a Globo kkkkkkkkkkkkkkkkkk.
        Leio essas notas só pra rir das contradições kkkkkkkkkkkkkk.

      • MIGUEL TORRES -
        15/12/2013 às 12:07

        Ela deu zero pra globo outro dia, por repetir Fabiana Carla em “amor” e “zona total”

        • Carlos
          15/12/2013 às 12:08

          Mas quando ela dá nota zero pra Globo ela dá nota 10 pra mesma. De qualquer forma, a contradição dela é linda kkkkkkkkkkkkkkk.

          • MIGUEL TORRES -
            15/12/2013 às 12:14

            DEVIA SER A COLUNA DA GLOBO, ELA MAL FALA DAS OUTRAS EMISSORAS E QD FALA É PRA DAR ZERO
            #PUTA DEFINE

  5. MIGUEL TORRES -
    15/12/2013 às 12:00

    Sacanagem não terem lembrado de “Celebridade” ontem no ” Altas noias”

  6. 15/12/2013 às 12:00

    Domingão do Faustão, vai estar legal hoje. :D

  7. Carlos
    15/12/2013 às 12:03

    Só não entendi pq Altas Horas fez homenagem a si falando de novelas. Oi?
    Se ainda fosse Vídeo Show, meio sem propósito, mas gostei.

  8. MIGUEL TORRES -
    15/12/2013 às 12:03

    Bom dia Carlos e Lucas!

  9. 15/12/2013 às 12:05

    RECORD X GLOBO

    Eleita a melhor série de todos os tempos, “Breaking Bad”, do anti-herói Walter White, será a arma da Record contra o “Big Brother Brasil”, que estreia sua 14ª edição no dia 14 de janeiro. A estratégia da emissora será colocar a série no ar de segunda a sexta-feira, a partir das 23h30. “Breaking Bad” está sendo considerada uma das principais apostas da Record para 2014. Outra série comprada pela emissora, “Spartacus” estreia no dia 5.
    .
    .
    .
    BIGS BOD BASIL VAI BOMBAR!

    • MIGUEL TORRES -
      15/12/2013 às 12:10

      Mais o bbb não vai ser exibido depois da novela?

  10. Carlos
    15/12/2013 às 12:09

    “Último episódio de ‘Pé na cova’ terá uma festa de Natal”

    Idaí Kogut? Nada se compara ao natal da família Silva

  11. ochato
    15/12/2013 às 12:11

    Depoimento | Lauro César Muniz

    Autor de Máscaras suspeita que novela foi sabotada pela Record
    DANIEL CASTRO/NTV
    O autor Lauro César Muniz em seu apartamento, nos Jardins, em São Paulo, durante entrevista ao Notícias da TV

    Por DANIEL CASTRO, em 15/12/2013 · Atualizado às 08h00
    Sabotagem é um termo muito forte, então Lauro César Muniz, 75 anos, prefere usá-lo com reserva. Mas tudo conspirou contra Máscaras, sua última novela. “Não tenho provas para falar em sabotagem, mas parecia que o comitê artístico estava em choque com o RecNov. Quem vivia nos escritórios da Barra Funda percebia isso. Eu comecei a me sentir o bode expiatório dentro de um guerra de poder”, lembra Muniz, um dos principais autores de telenovelas do país.

    Depois de nove anos, ele deixará a Record no final do mês, admite, um tanto magoado e outro tanto frustrado.

    Exibida em meados de 2012, Máscaras é um divisor de águas na teledramaturgia da Record. Todas as novelas que vieram depois fracassaram. Todos os principais executivos no comando da área artística da Record caíram. “Fui o último a cair”, ironiza Muniz.

    Em depoimento exclusivo ao Notícias da TV, Muniz revela que teve uma crise nervosa poucos dias antes da estreia da novela. “Eu pressentia o desastre”, diz. Uma grave crise entre o diretor de teledramaturgia (Hiran Silveira) e o diretor da novela (Ignacio Coqueiro) prejudicava a produção.

    “Foi uma novela que nasceu numa crise brava. As gravações no navio ficaram horrorosas, o elenco estava perdido”, diz. “Foi aí que eu decidi que era minha última novela”.

    A seguir, os principais trechos do depoimento:

    Thiago Lacerda em cena de Aquarela do Brasil (2000), em que Muniz se desentendeu com Jayme Monjardim

    SAÍDA DA GLOBO

    Fui para a Record em 2005, depois de uma crise com Mário Lúcio Vaz [então diretor artístico da Globo]. Em Aquarela do Brasil [2000], houve um desentendimento entre mim e o Jayme Monjardim [diretor-geral da minissérie]. Ele mexia demais no texto e na edição, achava que o ritmo não estava adequado. Os atores reclamavam. Fui aguentando, até certo ponto. Fiz um comentário e não gostaram. Me chamaram no Projac, houve até acareação entre o Jayme e eu. A partir daquele momento, tudo começou a ir mal. O fato era que eu não me dava bem com o grupo de Mário Lúcio e Ary Nogueira [ex-diretor de Recursos Artísticos]. Fiquei quatro anos sem produzir nada.

    CHEGADA NA RECORD

    Aí recebi uma proposta nítida do Hiran Silveira [ex-diretor de Teledramaturgia da Record]. Foi uma sugestão do Tiago Santiago, que sabia que eu estava descontente na Globo. Isso foi antes de eu ter problemas com o Tiago. Como supervisor de teledramaturgia, ele queira impor uma linguagem. É difícil impor uma linguagem para um autor experiente como eu. Ele queria coisas mais esquemáticas, mais maniqueístas. Eu não concordava.

    NAUFRÁGIO DE MÁSCARAS

    Até hoje não entendo direito o que aconteceu com Máscaras. Houve um desentendimento total, um absurdo. Ignacio Coqueiro queria outra novela, ele tinha pavor daquele navio. Mas nove capítulos da novela se passavam no navio. As dificuldades entre o Hiran e o Ignacio minou o início da novela. Um dia, pouco antes da estreia, tive uma crise no RecNov, me tranquei no banheiro, vomitei muito. Eu pressentia o desastre. Chamaram o médico, plantonista que atendia o elenco, e ele disse que era uma crise nervosa. No lançamento à imprensa, uma semana depois desse problema, eu disse que era minha última novela. Não aguentava mais aquela carga de negatividade.

    ‘CRISE BRAVA’

    Foi um absurdo a falta de diálogo entre Hiran e Ignacio. Isso já foi bastante divulgado. Durante uma visita da produção ao navio, procurei pelo Ignácio longamente. Fui encontrá-lo isolado, muito angustiado. Máscaras, então, começou com uma crise brava. Estava havendo um cochilo enorme da produção, o cenário era muito ruim. Havia também a limitação das jornadas de trabalho das equipes técnicas, que tinham de cumprir as determinações do banco de horas. Alguns câmeras, que substituíam os que saíam, chegavam sem saber quem eram os personagens. Nem o beabá da novela eles conheciam. As gravações no navio tinham sérios problemas técnicos, limitações de horários de trabalho. Uma novela que começa assim não pode ser consertada.

    ERRO ESTRATÉGICO

    Além disso, a Record cometeu um erro gravíssimo. Colocou, antes de Máscaras, uma reprise de Vidas Opostas, uma novela ótima do Marcílio Moraes, talvez a melhor já feita na emissora. Mas havia 14 atores comuns nas duas novelas. Isso foi desastroso. O público fazia piada com os atores. Falavam: “Como você consegue ser pobre numa novela e ficar rico na outra?” Era insuportável. Mas era muito cedo para uma reprise de Vidas Opostas e não deu audiência. Eu recebia com três pontos [no Ibope]. Um erro elementar. Como Máscaras não atingia dois dígitos, por volta do capítulo 40 começaram a exibir a novela muito tarde: dois terços da novela foram exibidos depois das 23h30. Eu não sabia se era a última novela do dia ou a primeira do dia seguinte.

    O texto de Máscaras era muito sofisticado, e nisso eu errei. Mas não era confusa, tanto assim que teve um enorme sucesso quando exibida em canais por assinatura na Europa. Em Portugal alcançou o primeiro lugar de audiência.

    SABOTAGEM?

    Máscaras, portanto, nasceu em meio a uma enorme crise. O Ignacio saiu, entrou o Edgar Miranda. Antes as novelas davam dois dígitos, hoje elas dão menos do que Máscaras, se considerarmos o share [participação no total de televisores ligados]: depois das 23h30 cai muito o número de televisores ligados. O fracasso provocou a queda do Hiran [Silveira] e mais adiante pesou indiretamente na substituição do [Honorilton] Gonçalves. Como se vê, fui o último a cair. Sabotagem? Não tenho provas para falar em sabotagem, mas parecia que o comitê artístico, em São Paulo, estava em choque com o RecNov, no Rio. Quem vivia nos escritórios de São Paulo, na Barra Funda, percebia isso. Eu comecei a me sentir o bode expiatório dentro de um guerra de poder.

    Miriam Freeland no navio de Máscaras: autor pressentiu desastre e teve crise nervosa a poucos dias da estreia

    DESPEDIDA

    Eu estava negociando uma minissérie sobre Carlos Gomes. Fiz até uma reunião com o Hiran, o Gonçalves e o maestro Julio Medaglia, que acenava com uma coprodução com a Itália. Mas aí mudou a direção, que me comunicou que a minissérie sobre Carlos Gomes não fora aprovada. Não fora aprovada por quem? Talvez pelo comitê artístico, não sei. Depois numa rápida conversa por telefone com o novo chefe da teledramaturgia, recebi uma informação: “A grade de 2014 e 2015, em teledramaturgia, está completa”. Então eu respondi: Volto em 2016. Na verdade trata-se de uma questão financeira. Dois anos de meus ganhos é um valor alto demais para empresa, para uma espera.

    NOVELAS BÍBLICAS

    Nunca fui sondado para escrever uma novela novela bíblica. Sugeri Salomé para ser feita por uma colega. Não me sinto à vontade para escrever uma novela religiosa: é preciso ter uma forte convicção quando se abraça um projeto. Não sou religioso. Escreveria sem prazer, sem envolvimento emocional.

    MÁGOA DA RECORD?

    Nos nove anos em que trabalhei lá, me senti isolado. Nunca me chamaram para um reunião para discutir televisão. Nem para dar palestras nos cursos de atores e roteiristas me chamaram. Acompanho a vida da emissora pelos jornais. Outro dia o senhor Edir Macedo almoçou com o grupo de jornalistas da emissora para festejar o sucesso de seus programas. O jornalismo, como se sabe, tem um conhecedor do métier na chefia, o Douglas [Tavolaro]. A teledramaturgia nunca teve um diretor experiente como o jornalismo. O diálogo é difícil. Todos os profissionais da área, autores, diretores, elenco, técnicos, conhecem mais o trabalho do que os diretores executivos. As pessoas que cuidam da teledramaturgia se esforçam, mas não são do meio. Por que não se busca um profissional à altura do cargo? Sinto que falta confiança da cúpula da emissora sobre os profissionais de nossa área.

    FUGA PARA A GLOBO

    A Record não podia perder atores e atrizes como o Gabriel Braga Nunes, Marcelo Serrado, Tuca Andrada, Miriam Freeland, Bianca Rinaldi e outros. A última estrela da Record é a Paloma [Duarte]. Há bons atores, mas faltam grandes astros protagonistas.

    VOLTARIA PARA A GLOBO?

    O que eu quero da Globo, na verdade, é que eles reconsiderem a maneira de olhar para mim. Eu deixei novelas muito boas lá. E estão omitindo meus trabalhos por eu ser, até hoje, da concorrente. Isso eu quero que a Globo repense. Eu fui pioneiro junto com a Janete [Clair], o [Walter George] Durst, o Cassiano [Gabus Mendes], o Dias [Gomes]. Quando mostram trechos das minhas novelas, raramente me dão crédito. Eu ajudei a fazer a história da Globo que, em parte, se confunde com a minha própria história pessoal.

    ÚLTIMA NOVELA?

    Agora vou retomar minha vida. Uma nova era.

    ► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

    CHUPA RECORDISTAS DO MACEDÃO DO DIABO

  12. Carlos
    15/12/2013 às 12:13

    Olha o nota 0 que Kogut deu outro dia

    “Para o SBT, que tem séries como “The Big Bang Theory”, “Mike & Molly”, “The mentalist” e outras, mas exibe tudo de madrugada. “The middle”, por exemplo, vai ao ar depois das 3h. Desperdício.”

    24 horas e Lost mandam beijos pra incoerência da Kogut kkkkkkkkkkkkkkk

  13. 15/12/2013 às 12:15

    Ah sim Sam, está andando rsrs. Pensei que estivesse no Skype, acabei de entrar lá rsrs

  14. Anônimo
    15/12/2013 às 18:34

    Acho que o cantor Zeze de Camargo esta se humilhando demais,,, ele esta totalmente sem foz a apresentação a pouco no programa Domingão do Faustão foi horrivel,, chequei a ficar com pena do cantor…

  1. No trackbacks yet.

É extremamente proibida a divulgação de links de blogs ou sites concorrentes. Também não é permitida a inserção de qualquer tipo de comentário preconceituoso. O NTB não é responsável pelos comentários aqui postados Siga o NTB no Twitter: @BlogNTB

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 14.910 outros seguidores